Município de Maracaju

Design sem nome (10).png

Comunidade Quilombola São Miguel

Comunidade Quilombola Colônia São Miguel
Comunidade Quilombola Colônia São Miguel

press to zoom
Comunidade Quilombola Colônia São Miguel
Comunidade Quilombola Colônia São Miguel

press to zoom
1/1

Galeria de fotos e vídeos:

Veja fotos da comunidade, representações culturais e eventos:

quilombo.jpg
quilombo (1).jpg

História da Comunidade

A Comunidade Quilombola São Miguel surgiu por volta de 1905, com a chegada dos escravizados Francisca Romana de Souza e Pedro Cruz dos Santos, incluindo outros grupos juntamente com filhas e filhos. Na região, formada somente por fazendas, o povoado trabalhava em pastagens e produção de alimentos, para conseguir em troca, pedaços de terra para morar e criar seus filhos.
   A história começa com o casamento de Joaquina Gonçalves de Souza (1886) e Lourenço Gonçalves (sem data definida), os dois trabalharam por muitos anos em uma fazenda chamada “Chapada”,  na criação de gados e cavalos, pediu em troca pelos animais que possuía um pedaço de terra no valor de dois contos de réis, adquirindo assim 105 hectares na Serra de Maracaju (MS).
   Então, desde 1942, as cinco gerações posteriores de Joaquina e Lourenço vivem no Quilombo São Miguel. O quilombo é denominado assim por causa de um festeiro que possuía um santo todo feito de ouro, para evitar que o objeto fosse roubado por bandoleiros saqueadores, ele o enterrou, mas perdeu o local no qual havia colocado, ficando então a comunidade conhecida por São Miguel.